Parâmetros Morfológicos

parametros_morfologicos01

parametros_morfologicos02

parametros_morfologicos03

parametros_morfologicos04

parametros_morfologicos05

parametros_morfologicos06

parametros_morfologicos07

parametros_morfologicos08

parametros_morfologicos09

parametros_morfologicos10

parametros_morfologicos11

parametros_morfologicos12

parametros_morfologicos13

parametros_morfologicos14

parametros_morfologicos15

parametros_morfologicos16

parametros_morfologicos17

GLOSSÁRIO

ACARNEIRADO – Convexidade no chanfro.

ANCA – Região par situada na porção anterior da garupa, formada pelas protuberâncias ilíacas.

REA SOMBREADA – Região inferior do corpo do animal. Parte debaixo do ventre. Linha ventral.

ASSIMÉTRICA – Que tem tamanho desigual. Quando nas regiões pares, uma é maior ou diferente da outra.

BARBELA – Região ímpar formada por pele que se mostra mais ou menos pendente, localizada no bordo inferior do pescoço, indo da entre-ganacha até a base do peito. Dependendo da proporção de sangue zebuíno do animal, pode ser mais desenvolvida e pregueada.

BATOQUE – Rudimento de chifre. Pequeno chifre.

CALO – Sinal, com espessamento da pele, sem pelos e sem protuberância córnea, observado na região do crânio onde, normalmente, estariam inseridos os chifres.

CHANFRO – Região ímpar da face anterior da cabeça, limitada na parte superior pela fronte, lateralmente pelas bochechas, e inferiormente pelas narinas.

CIFOSE – Linha dorso-lombar, com convexidade; arqueada.

CRIPTORQUIDISMO – Ausência dos testículos na bolsa escrotal, em virtude de sua retenção no abdômen ou no canal inguinal.

DESCORNADO – Diz-se do animal, cujos chifres foram retirados por meio físico, químico ou cirúrgico. Amochado.

DESVIO DE CHANFRO – Chanfro torto. Focinho torto.

ESCOLIOSE – Desvio lateral da coluna vertebral.

EXOFTÁLMICOS – Diz-se dos olhos, que ficam mais salientes, em relação à órbita ocular. Olhos “saltados”.

GARROTE – (cernelha ou cruz) Região ímpar situada entre o pescoço e o dorso, acima das espáduas. Nos machos esta região é sempre mais desenvolvida que nas fêmeas. Nas raças zebuínas, é sobre esta região que se assenta a giba (cupim), resultado do crescimento do músculo romboide.

GARUPA – Região ímpar de grande importância, situada entre o lombo e a cauda, acima das coxas, tendo como base anatômica o sacro e os coxais recobertos pelos músculos glúteos, psoas, esquio-tibiais, e outros, que aí formam espessas massas musculares.

HIPERPLASIA TESTICULAR – Aumento acentuado de volume do testículo.

HIPOPLASIA TESTICULAR – Redução acentuada de volume do testículo.

INHATISMO – Maxilar inferior curto.

JARRETE – (garrão ou curvilhão) Região par, situada entre a perna e a canela, formada anatomicamente pelas articulações meta-tarsianas e provida de ligamentos extremamente possantes. É uma região de grande importância, porque para ela, convergem as forças decorrentes do peso do corpo e do choque dos membros sobre o solo.

LÁBIO LEPORINO – Focinho partido, semelhante ao da lebre.

LEONINO – Maior desenvolvimento do anterior do animal, em desproporção ao seu posterior.

LORDOSE – Linha dorso-lombar côncava; selada.

MARRAFA – Nome dado especialmente a parte superior da fronte; É o lugar onde se implantam os chifres.

MOCHO – Diz-se do animal que nasce com ausência total de chifres.

MONORQUIDISMO – Presença de apenas um dos testículos, na bolsa escrotal. Roncolho.

NIMBURE – Saliência ou crista óssea saliente, de tamanho variável, no centro da testa – no osso frontal; que desce à parte inferior da fronte.

OSCA – Diz-se do animal que possui a cor dos pelos mais escuros em torno do focinho e dos olhos, e nas extremidades do corpo, como membros e cauda,

PROGNATISMO – Acentuada projeção do maxilar inferior, para frente.

VULVA ��� Região ímpar, situada abaixo do ânus, entre as nádegas, constitui a abertura externa das vias genito-urinárias nas fêmeas.

Comments are closed.