Vantagens – Produção de Leite


    A raça bovina Senepol tem a característica de ser funcional, possui características genéticas naturalmente racionais de alta performance para resultado no segmento de produção de carne, contudo tem características de dupla aptidão que podem ser utilizadas para compor as bases de planteis da pecuária leiteira nacional, quando se objetiva utilizar o efeito de suas características de adaptabilidade para heterose genética em raças muito especializadas para a produção leiteira, mas que apresentam sérios comprometimentos com resultado por não serem adaptadas ao clima e ambiente.

    Estudos das raças ancestrais que chegaram a formar a raça Senepol, demonstraram que existe em sua base genética uma participação significativa de linhagens medievais da Inglaterra, que formaram a base genética do Red Poll. Estas raças ancestrais no condado de Sulfok eram utilizadas para a produção de leite à população humana regional da época com grande eficiência. Tratava-se de um gado vermelho chifrudo de origem ancestral viking especificamente da região Norflok.

    Quando este gado gado foi cruzado com um gado pequeno mocho por natureza de origem romana, se formou a raça Red Poll que é base da formação do Senepol. Do lado genético de origem africana (N´Dama) do Senepol a aptidão leiteira não é o forte, mas tem sua importância relativa à base genética ao permitir o efeito rusticidade e adaptabilidade do Senepol sem se antagonizar com o ganho leiteiro vindo do Red Poll, e mais especificamente oriundo da base genética do gado ancestral viking. Nas ilhas caribenhas com séculos de desafios naturais sob as condições desfavoráveis edafoclimáticas (regime de chuvas, temperatura, solo e pastagem) próprias da ilha de Saint Croix, foi possível à pecuária deste país se manter sustentada por carne e leite oriundas do Senepol.

    A raça Senepol é portanto uma opção genética para fornecer adaptabilidade e rusticidade a raças leiteiras especializadas de alta performance ao pecuarista, que busca um melhor equilíbrio para a expressão genética medida por resultado produtivo das raças puras leiteiras em climas tropicais:

     

    • Produtividade

    • Adaptabilidade

    • Prolificidade

    Relação dos benefícios gerados a partir dos atributos genéticos da raça Senepol no segmento de Leite:

     

    Atributo: Produtividade

    Benefícios em Produtividade

    Vantagens Práticas ao Pecuarista

    Produção Leiteira preservada em cruzamentos com raças especializadas em Leite

    • Existem exemplares Senepol com produção acima de 12 Kg de leite diário a pasto.

    • Em cruzamentos com gado Holandês, Girolando ou Jersey imprimem adaptabilidade ao clima e ao ambiente, sem antagonizar geneticamente de forma significativa com a produtividade genética leiteira destas raças. Imprime adaptação e rusticidade sem perder muito em produção leiteira.

    • Elevada capacidade de transformação de pasto (proteína vegetal) em carne e leite (proteínas animais).

    • Desmama bezerros mais pesados que a média obtida de outros cruzamentos com raças leiteiras.

    • Vem permitindo venda de bezerros meio sangue raças de leite com Senepol com preço acima da média do mercado de reposição. Acaba com o Gabiru.

    • Permite ao pecuarista especializado em leite ter uma segunda fonte de renda ao comercializar garrotes machos meio sangue para engorda, ou fêmeas meio sangue para reposição de planteis leiteiros que exigem maior adaptabilidade ao meio ou para o mercado de receptoras diferenciadas.

    Efeito da Heterose com raças especializadas para leite

    • Por ser animal 100% taurino adaptado permite a máxima expressão genética para resultado econômico ao preservar produção leiteira das raças com esta aptidão, mas que sofrem com o efeito clima e ambiente.

    • Permite facilmente incremento nos ganhos de peso de 25 a 30% nos filhos destes cruzamentos já ao desmame (obtêm a máxima complementariedade genética).

    • É essencial como parte do cruzamento industrial bovino, pois abranda, equilibra os reflexos secundários das raças leitieiras (reduz Pêlo comprido, reduz stress calórico, dá caráter mocho).

    • Nos cruzamentos com Holandês, Girolando e Jersey, aumenta rusticidade o que beneficia o aumento da produtividade ainda mais.

    • Animais meio sangue raça especializada em Leite com Senepol são mais longevos em lactação do que os cruzamentos em que utilizam raças zebuínas.

    • Permite a inclusão da genética Senepol nos programas de cruzamentos industrial por monta natural como ocorre com os zebuínos, ou seja, a baixo custo e sem muita complicação. Melhorando muito os índices de prenhes.

    • Permite o uso comercial na engorda com excelente valor agregado aos machos meio sangue holandês, girolando ou Jersey com Senepol. Acaba com Gabiru.

    Produtos uniformes

    • Acaba com os refugos (elimina a segregação gênica muito comum em cruzamentos com taurinos)

    • Tamanho, mocho e Cor padronizados facilitam a apartação para vender no mercado de reposição

    • Caracter genético mocho dominante, faz com que suas crias nasçam naturalmente mochas em 95% dos casos em que se cruzam com outras raças.

    • Seus genes para pêlo zero reduzem a presença de animais taurinos cabeludos no com as raças leiteiras no mínimo em 90% dos acasalamentos.

    • Mantêm a docilidade

    • Tetas assimétricas o que facilita a ordenha mecãnica.

     

    Atributo: Adaptabilidade

    Benefícios em Adaptabilidade

    Vantagens Práticas ao Pecuarista

    Tolerância a calor equilibrando a exigência das raças especializadas em leite

    • Cruzamentos de raças especializadas em leite com senepol permitem criar o rebanho em qualquer região do Brasil (sob climas quentes, úmidos ou áridos, e sob climas frios).

    • Pasta durante as horas mais quentes do dia (gosta do sol)

    • Esta genética adicionada às raças especializadas em leite permitem a produção e reprodução facilmente sob elevadas temperaturas ambientais.

    • Permite a reprodução por monta natural a campo, ou como repasse em vacas leiteiras com elevada repetição de cio, sem confirmação de prenhes.

    • Seus genes para Homeostase, são dominantes nos acasalamentos onde pode contribuir com a redução de CCS (Contagem de células somáticas) do leite por redução da condição estressante natural do ambiente tropical, mantendo ótima qualidade de solidos totais do leite.

    Tripanoresistente e Resistência Imune elevada

    • Ao lado do N’Dama são os únicos taurinos naturalmente resistentes à mosca que causa a doença do sono ou Tsé-tsé no continente africano, mostrando assim sua capacidade imune elevada.

    • Gasta-se pouca medicação com o manejo dos animais na fazenda, permite reduzir custos de produção. Equilibra os custos na produção leiteira por ter animais mais rústicos.

    • Tem maior imunidade, sob condições normais, contra doenças contribuindo portanto com a redução da incidência de mastites ambientais.

    • Câncer de pele e olhos vermelhos nunca foram vistos no Senepol

    • Dificilmente dá problemas de cascos, pois seus cascos são pretos e resistentes a qualquer tipo de solo.

    Resitente a ectoparasitas

    • Alta resistência a moscas, apresentando em geral menor contagem de infestação de moscas do que a média do rebanho, por apresentar pêlo curto (zero), de alta densidade de fios por cm2 (porém não é cabeludo como a maioria dos taurinos), o que dificulta o acesso da mosca à pele do animal.

    • Elevada resistência a carrapatos, característica adiquirida do N’Dama que permite rápida coagulação superficial dificultando a alimentação do carrapato.

    Muito vigor e Alta capacidade de sobrevivência em ambientes desfavoráveis

    • Pela sua origem genética ser de origem milenar (N’Dama) aliada a um processo de seleção fechada por séculos nas ilhas caribenhas, fez do Senepol, um indivíduo com alta capacidade de adaptação a diferentes ambientes, diferentes níveis de manejo da pecuária e a encontrar alimento em lugares que outras raças dificilmente tem capacidade de obter.

    • Pode sobreviver sem água por vários dias

    • Sobrevive em regiões pantanosas, de mata, de cerrado, áridas, de campos quentes ou frios.

    • Possui cascos pretos, fortes, e resistentes a todo tipo de solo e topografia.

    • Em qualquer condição de manejo, o Senepol se adapta facilmente, e por esta característica é que vem sendo muito utilizado, com muito êxito, para compor genética nos programas de cruzamento com raças mais especializadas para leite.

    • Ao nascimento rapidamente fica em pé e já começa a mamar o colostro. Menor trabalho no manejo com bezerros

    • Maior segurança ao pecuarista quanto ao risco de perda do rebanho por qualquer intempérie, ou condição desfavorável de clima e manejo quando comparado a outras raças leiteiras puras ou sintéticas.

    Temperamento Dócil e boa disposição

    • Naturalmente manso e inteligente, de fácil manejo, reduz risco de acidentes com mão de obra.

    • Permite facilmente a implantação do manejo racional do gado na fazenda.

    • Nos cruzamentos abranda o instinto agressivo do zebu.

    • É dominante em um lote de machos em especial perante zebuínos, contudo muito dócil ao trato humano.

    • Reduz custos com manutenção de currais e instalações de manejo, preservando por mais tempo o patrimônio do pecuarista.

    • Caracter mocho, dominante em pelo menos 95% da progênie, elimina o manejo de descorna e o risco de acidentes na lida do dia a dia com o gado.

    • Quase não dá coices, é muito dócil.

     

    Atributo: Prolificidade

    Benefícios em Prolificidade

    Vantagens Práticas ao Pecuarista

    Alto índice de Prenhês

    • Touros cobrem a campo e sob calor, o dia inteiro.

    • Elevada libido e dominância nos cruzamentos quando juntos com lotes de outras raças bovinas.

    • Proporção elevada de machos em relação a fêmeas de até 1:50 contra proporções de outras raças de 1:25 a 30.

    • Fêmeas muito férteis.

    • Menor quantidade de matrizes vazias, e protanto improdutivas na fazenda.

    • São utilizados com muito êxito em programas de cruzamento com raçss européias para leite.

    Habilidade materna

    • As matrizes Senepol são boas matriarcas, com elevado instinto de cria e cuidados para com a progênie, sem serem agressivas com a mão de obra que assiste as parições e faz o manejo de cura dos umbigos.

    • As desmamas chegam a valer no mercado de reposição de 30 a 50% do preço médio do mercado.

    Facilidade de parto

    • Produzem em geral bezerros pequenos ao parto que apresentam elevada taxa de crescimento até a desmama.

    • Quando nascem os bezerros possuem elevado vigor, o que faz com que rapidamente levantem e já comecem a mamar o colostro. Reduz o índice de mortalidade de bezerros.

    • Exigem pouca necessidade de partos assistidos. Na sua grande maioria os partos são normais e sem auxílio do homem.

    Precocidade Sexual – Machos e Fêmeas

    • Pela elevada taxa de crescimento, atingem pesos corporais mais rapidamente, o que consequentemente os faz apresentarem precocidade para reprodução. É comum fêmeas estarem apresentando cio e portanto aptas à reprodução com 14 meses (+/- 2 meses) de idade e machos destinados a cobertura a campo com 14 a 16 meses. Existem estudos que demonstram que já aos 12 meses os machos já começam a produzir sêmem viável à reprodução.

    • Parem aos 24 meses com intervalos entre partos de 12 meses.

    • Alta libido dos machos o que faz aumentar a relação touro:vaca dos tradicionais 1: 25 a 30 para 1:50.

    • Tourinhos com elevada CE (circunferência escrotal) ainda novos.

    • Reduz o ciclo improdutivo no negócio.

    É raça concebida para resultado, em qualquer ambiente e sob qualquer manejo e nutrição, equilibrando assim os problemas de déficit de características genéticas voltadas à adptação e rusticidade das raças especializadas em leite, sem antagonismos genéticos significativos, verificados nos cruzamentos de zebuínos com as raças de aptidão leiteira.

    Dá utilidade econômica de valor aos produtos machos das empresas pecuárias especializadas em produção de leite.

    É ferramenta genética funcional para a pecuária moderna nacional.

    Assim como o gado Holandês e Jersey modificaram a base genética de leite nacional ao remeter produtividade e persistência de produção , a vinda do Senepol permite oferecer a adaptabilidade, rusticidade ao clima e condição de pastagens, essenciais à produção de leite no Brasil. É efeito potencializador de resultados ao pecuarista através da genética aditiva por intermédio do efeito heterose sanguínea de raças voltadas para produção de leite com raça voltada a rusticidade e adaptabilidade de forma sinérgicas.

    O Senepol Santa Luzia se posiciona sempre no sentido de estarmos “Criando soluções genéticas e somando resultados” ao pecuarista moderno e sintonizado com os novos e futuros desafios da sociedade humana e do planeta terra.

    Comments are closed.