Testemunhos

    Conheci o Pedro Crosara em agosto de 2007, quando reunimos e discutimos como seria a melhor forma de utilizar sua fazenda Estância Santa Luzia em Monte Alegre de Minas-MG.

    Resultado dessa reunião desenvolvemos o Projeto de Produção de Bovinos que consistia na produção de bois gordos através da compra dos bezerros de terceiros, recria intensiva em pastagens rotacionadas com suplementação via proteinado de alto consumo, e terminação em confinamento de alto grão.

    Na sequência, e como evolução do Projeto, oportunamente, a Estância Santa Luzia deixa de produzir commodity (carne – boi gordo) e passa a produzir genética de Senepol. Raça que veio para ser a solução do criador que deseja obter bezerros desmamados de qualidade, alto desempenho em pastagens e em confinamento, além da excelente habilidade materna de suas fêmeas devido a boa produção de leite e docilidade.

    Outras vantagens dessa raça são: rusticidade, adaptabilidade aos trópicos, precocidade sexual, e alto libido, o que confere aos touros alto desempenho na cobertura da vacada a campo. Essas vantagens do Senepol fizeram com que eu o recomendasse aos meus clientes criadores com o objetivo de produzir o “bezerro industrial a campo”, ou seja, através da inclusão dos touros na vacada parideira. O Senepol têm 93 anos de seleção, sendo que desses, 54 anos foram cruzamentos internos da raça. Esse tempo de melhoramento trás o status de “raça pura”, conferindo a efetiva transmissão dos seus carateres para suas crias.

    O Pedro Crosara desde o início do Projeto tem conduzido o seu negócio com muita seriedade e comprometimento, com alta capacidade gerencial, o que têm possibilitado superar todas as metas definidas. A meta agora é produzir Senepol de alta qualidade!

    Sucesso!

    Marco Aurélio Nunes
    Consultor da Marco Rural Consultoria em Agronegócios
    www.marcorural.com.br

    “Prezado Pedro,

    Ao receber correspondência como a sua, sinto  a compensação por  partilhar conhecimentos.

    Suas conclusões sobre cruzamentos e a importância da Raça Senepol nesse processo, é verdadeira,  não encontrei  um único motivo que tenha me desmotivado em algum momento, a qualquer característica da raça Senepol.

    No Cruzamento entre Zebuínos e Taurinos, qualquer raça que seja aplicada em fêmeas Nelore, sempre será melhor que Nelore x Nelore.

    O Resultado do Cruzamento Taurino puro x Zebuíno puro, é o que produzirá maior heterose, maiores pesos a desmama,  até o abate, fêmeas inclusive. Entretanto não se pode perder estas fêmeas  para o abate, afinal elas são excelentes mães, precoces, muito leite, e em geral lhe darão a 1ª cria por volta dos 24 a 26m…  se bem cuidadas (manejo sanitário, mineral básico e capim), continuarão lhe dando uma cria a cada 12 a 13m, sem hormônios tudo muito natural.

    Os filhos (F2) da geração F1 (50% Zebú x 50% Taurus), deverão ser planejados, levando-se em consideração o comprimento do pelo… Qualquer Taurino puro colocado sobre as F1, geram filhos com muito pelo, que só cairão lá pelos 20 meses… quase em idade de abate. Controlar carrapatos na condição de “muito pelo” é problemático.  A solução que encontrei foi o Senepol…  ou a volta de Zebú sobre a F1…
    Com o Senepol, praticamente elimina-se os chifres e derruba-se os pelos… e continua a injeção de heterose, criando um animal 75% Taurino, com níveis de adaptação similares ao Nelore puro,  mas com a precocidade física e sexual dos Taurinos.
    Se voltarmos Nelore sobre as F1, perderemos  precocidade, mas ganhamos “rusticidade não necessária”, pois 50% de rusticidade é suficiente,  não se justifica trocar 25% de precocidade, por adicional de 25% de rusticidade, quando já se tem 50% de rusticidade, e 25% já bastariam…

    Sua idéia de em criar um rebanho puro Senepol, é muito boa!

    Sou admirador da raça Senepol,  e para Cruzamento Industrial, não existe nada igual, nem perto.

    O Senepol é a possibilidade de se aproveitar as fêmeas F1 ou F2 para reposição no próprio rebanho. E fêmeas são o premio maior  dado pelo cruzamento entre Taurinos x Zebuínos.

    Fui um dos primeiros a utilizar o Senepol no Brasil (Cruzamento Industrial), testei todos os animais que possuíam semem nas Centrais existentes no Brasil,  além de testar alguns (10) animais do Massimo Volpon.

    Estava caminhando para raça pura por cruza,  infelizmente não tive o tempo suficiente para chegar onde queria.  Também tive bastante contato com o Casal Art e Meg do Prime Rate Ranch (inicialmente fornecedores da Lagoa da Serra).

    Os dados existentes  no site  (WWW.agrocestalto.com.br) são do rebanho até início de 2006…  tenho resultados até Agosto de 2007, que não tive tempo de atualizar no site, com resultados mais completos dos Adaptados até a fase adulta.

    Tenho uma base de dados de quase 10.000 nascimentos, com Nelore x 18 raças taurinas (Senepol inclusive), foram quase 10 anos de atividade, onde a propriedade era levada como uma Indústria, tendo como objetivo inicial a produção de bezerros. Na seqüência a idéia era produzir Machos para reprodução.
    Consegui chegar no 1º estágio do que pretendia, vendendo Machos tipo “Montana”, mas sociedade em família dificilmente segue adiante, quando os princípios  de vida dos envolvidos são muito diferentes.

    Tenho apontamento de tudo que foi dado aos animais, tipo de capim, mineral, remédios… manejo sanitário, por enfermidade ou prevenção… locais das ocorrências, problemas, causas e providências…  quem atendeu a cada ocorrência, quanto tempo levou, quem ministrou cada remédio etc…  Tudo lançado em um banco de dados, com um sistema de gerenciamento que cruzava todas informações e me dava conhecimento do que fazer no dia a dia…  desempenho dos animais, desempenho da medicação usada, e Manejo Mineral…

    Caso tenha interesse em conhecer  nossa  experiência, estou a disposição para mostrar-lhe em detalhes como começamos, como avançamos e como controlava-mos o negócio, até onde chegamos…   com registros de tudo que foi feito… registros  escritos e fotográficos (20.000 fotos).

    Espero ter atendido pelo menos parte de suas dúvidas.

    Forte abraço, saúde e sorte.

    José Manuel de Mesquita
    Pecuarista, consultor, gestor da Agrocestalto

    www.agrocestalto.com.br

     

    “É uma raça que me surpreendeu, não gasta medicamento como nas outras raças, é uma economia de manejo enorme, além da produção a baixo custo. O libido do touro é muito grande a pasto, a maioria dos bezerros nascem vermelhos e mochos, quando tenho na vacada reprodutores nelore com Senepol. O Senepol é dominante nos acasalamentos. Mesmo em pasto ruim engorda muito rápido e estão sempre gordos, ao passo que o próprio nelore se mantêm mais magro. Na vacada nelore a bezerrada sai parelha, mocha, não preciso ficar fechando ao desmame para mochar, e não exige muitos cuidados pós nascimento, estão sempre mais gordos que os demais bezerros brancos. É um gado muito manso, por natureza, não dá coice, e amansa o sangue nelore. Tenho vendido bezerros nelore, a preços diferenciados,e tenho sempre grande procura para a compra de meus animais com sangue NelorexSenepol. Estou muito satisfeito com a facilidade de venda e o bom preço que pegam nas comercializações. A vacada pura senepol, tenho problema de controlar o peso, pois escolho sempre os piores pastos para que não engordem muito, mas mesmo nas piores condições de pasto surpreendem muito pois continuam engordando em pastos que o próprio nelore tende a emagrecer.”

    Gustavo Capanema
    Monte Alegre de Minas – MG

     

     

    Comments are closed.